domingo, 28 de agosto de 2011

Não alimente os TROLLS!!!

Caros amigos,

 Recentemente, em um dos muitos Blogs existentes no planeta Terra, surgiu um debate sobre "Market Timing". Alguns posts lá colocados por "ANÔNIMOS" teciam comentários maldosos a meu respeito e também de outros Blogueiros, com críticas ácidas e calúnias. Isso me deixou puto, não vou mentir... cheguei a postar o que me veio na cabeça em reposta aos imbecis.

 Existe um ABISMO colossal entre um debate respeitoso e uma crítica destrutiva. O covarde se esconde no anonimato, isso é fato... mas também os TROLLS!!! Para quem nunca leu a respeito, aí vai um bom texto retirado do site do LINUX:

"Não alimente os Trolls: campanha pela qualidade das discussões

 A Wikipedia define os trolls como pessoas que publicam comentários ou opiniões aparentemente destinados a incitar flames (inflamar), controvérsia ou conflito – ou simplesmente para desviar intencionalmente o tema da discussão, atraindo-a para a irrelevância de temas repetitivos. Como o Pedro de Lara nos programas de auditório dos anos 70 e 80, trata-se de uma figura cuja atitude básica é discordar e discutir, realizando um papel que pode ser lúdico e até provocar reflexão, mas que exige um certo cuidado, pois pode facilmente desviar o foco e tirar o valor original de qualquer discussão.

 A qualidade das discussões de que participamos depende de cada um de nós, e assim como se fosse em uma sala de debates aberta, muitas vezes a solução para lidar com os criadores de caso é continuar a discussão sem dar mais do que o mínimo de atenção necessária às suas intervenções.

 Portanto, faço um duplo apelo. Aos usuários experientes da comunidade BR-Linux, peço que resistam à tentação de tentar debater com os trolls que estão aparecendo com cada vez mais freqüência, por mais que os argumentos, exemplos, comparações e metáforas deles pareçam errados e insultuosos. O BR-Linux conta com recurso de moderação, portanto sempre que detectarem um óbvio troll, sintam-se à vontade para não responder nada, e moderar o comentário adequadamente. Eles não querem ser convencidos, e nem estão ali para aprender com o que o público que discute com eles responder, portanto todo esforço para catequisá-los poderia ser melhor empregado fazendo algo em prol da comunidade.

 O segundo apelo vai para os membros da comunidade que estão assumindo o papel de trolls, conscientemente ou não. Repensem a atitude, pois algumas discussões interessantíssimas estão sendo deixadas de lado para atender a provocações."

 Para o bom "entendedor", um pingo é letra. Por quê eu deveria me preocupar com sujeitos que não conheço, ANÔNIMOS, com quem eu não tenho um mínimo de amizade e que nada acrescentam a minha vida ou ao meu conhecimento??? Eu devo me preocupar é com as pessoas que eu AMO: minha FAMÍLIA e meus AMIGOS! Respondendo a esses TROLLS (em português, eu chamaria de F.D.P. mesmo), eu só estou alimentando suas intenções destrutivas. Não responder aos ataques é muito mais inteligente que perder tempo escrevendo uma resposta ou ficando chateado com esses TROLLS. Tenho muita coisa boa em minha vida, meu bom Deus sabe disso...

 O responsável pelo tal Blog, infelizmente, permite a proliferação destas criaturas subreptíceas da Internet em seu ambiente. Portanto, é co-responsável. Lá, os TROLLS tem terreno fértil para proliferarem e escreverem o que bem entendem. Uma pena.
  
 Fica o alerta: NÃO ALIMENTE OS TROLLS!!! E como diz o Mauro Halfeld: "não deixe de aproveitar seu final de semana (com sua família)".






 







segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Empresas Brasileiras estão RECOMPRANDO SUA AÇÕES: isso nos interessa?

 Nas últimas semanas, principalmente após a "socada" que o IBOV tomou indo aos 47.793,50 pontos no dia 08/08/2011, algumas boas empresas brasileiras anunciaram ao mercado a "recompra" de suas ações. Vejamos alguns anúncios:

1- "São Paulo – A Hypermarcas (HYPE3) anunciou na noite de domingo (14) que irá recomprar até 9,5% das suas ações em circulação no mercado em até um ano, mostra comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

 Os recursos serão debitados das contas de reserva de capital disponíveis. Os papéis serão mantidas em tesouraria para cancelamento ou posterior alienação. As ações poderão, ainda, serem utilizadas para o programa de opção de compra de ações da companhia.

As instituições financeiras que intermediarão as operações ainda não foram definidas. Além da recompra das ações no mercado à vista, o Conselho de Administração aprovou a negociação dos papéis por meio da aquisição de opções de compra (calls) e o lançamento de opções de venda (puts). O prazo para a negociação das opções é de 180 dias.

Os papéis da fabricante de bens de consumo acumulam uma desvalorização de 50% em 2011."



2- "SÃO PAULO (Reuters) - A Vale informou que o conselho de administração da companhia aprovou nesta quinta-feira a proposta da diretoria executiva de criar um programa de recompra de ações de até 3 bilhões de dólares. O programa prevê recompra de ações ordinárias e preferenciais classe A de emissão da Vale e de seus respectivos ADRs (American Depositary Receipts).

 As ações recompradas serão canceladas após o término do período de recompra.

 O programa compreende a recompra de até 84.814.902 ações ordinárias e 102.231.122 ações preferenciais, correspondentes até 5,9 por cento do número total de ações em circulação (free float), com base na posição acionária de 31 de maio, segundo nota ao mercado. O programa vai até 25 de novembro de 2011."

(Por Roberto Samora)



3- "GP Investments pretende recomprar até 12,2 milhões de ações. O GP Investments, maior fundo de private-equity da América Latina, disse que pretende recomprar até 12,2 milhões de ações Classe A até o dia 15 de agosto de 2012, segundo comunicado enviado ontem à Comissão de Valores Mobiliários (CVM)."



4- "15 de agosto de 2011 - A Telesp divulgou que irá recomprar ações da própria companhia para permanência em tesouraria e posterior alienação ou cancelamento, sem redução do capital social, para fins de incrementar o valor aos acionistas.

 A recompra será efetuada mediante a utilização de parte da reserva de capital existente em 30 de junho de 2011, permanecendo em vigor até 20 de outubro de 2011, sendo as aquisições realizadas na BM&FBovespa, a preços de mercado e cabendo à diretoria decidir o momento e a quantidade de ações a serem adquiridas, seja em uma única operação, seja em uma série de operações, dentro dos limites legais.

 No entanto, a quantidade de ações a serem adquiridas até o máximo de 2.900 milhões ações ordinárias, que correspondem a menos de 10% das ações em circulação até hoje.

(Redação - www.ultimoinstante.com.br)
"


5- "SÃO PAULO (Reuters) - Um cenário de aumento da competição no mercado doméstico atrelado a uma alta no custo de combustível fez a Gol encerrar o segundo trimestre com um prejuízo quase sete vezes maior ante o mesmo período de 2010. A segunda maior companhia aérea do país teve prejuízo líquido de 358,7 milhões de reais, contra resultado negativo um ano antes de 51,9 milhões e lucro líquido no primeiro trimestre de 110,5 milhões.

 A companhia, que no final de junho cortou drasticamente a previsão de margem de lucro operacional em 2011, anunciou ainda um programa de recompra de até 10 por cento de suas ações preferenciais. No ano até o final de julho, os papéis da empresa acumularam desvalorização de 51,8 por cento.

 "Essa iniciativa tem como objetivo maximizar a criação de valor para os acionistas em razão da cotação atual das ações da companhia no mercado", afirmou a Gol no anúncio da recompra, que é válida por um ano a partir desta sexta-feira. Segundo o preço de fechamento da ação na véspera, de 10,34 reais, a empresa pode gastar cerca até 98,16 milhões de reais.

 Diante do resultado negativo e sinais de que o custo com combustível continuará alto, o presidente da Gol, Constantino de Oliveira Jr., afirma no balanço que a empresa tomou medidas para cortes de custos que devem ter impacto completo no final de 2012. 

 "Após a implantação de todas as iniciativas em curso, estima-se uma redução de cerca de 650 milhões de reais de despesas (...) Com as medidas em implementação, a companhia deverá voltar a dar retorno adequado aos seus acionistas, já em 2012", afirma o executivo..."

 Agora muitos podem estar intrigados com toda esta "recompra de ações" por nossas empresas, que tem o capital aberto na BOVESPA. Qual a razão da recompra? Simples: nossas ações estão baratas, ao ponto dos próprios acionistas majoritários das empresas acima citadas terem em mãos a chance de diminuir o número de acionistas minóritários, de passar a dividir menos lucros com estes, por isso "recompram" as ações do mercado. E isso está sendo feito com dinheiro que as empresas tem EM CAIXA! Pensem nisso antes de sairem vendendo suas ações. Nada impede do mercado cair mais, ATENÇÃO!!! 

 Mas caso isso ocorra, acreditem, mais e mais empresas brasileiras sairão a mercado recomprando suas ações (com o dinheiro do lucro excepcional que as mesmas vem apresentando).

 O raciocínio é simples: você é sócio do Paul Di`Anno, um vocalista porralouka (mas muito bom) e junta-se com mais dois guitarristas e um baixista (você na bateria) e montam uma banda de Heavy Metal. Essa banda em 4 anos "explode" nas rádios e shows pelo Brasil. Surgem gravadoras atrás de vocês e ofertas para shows internacionais, inclusive com bandas já famosas. O nome da banda, a princípio, seria "WARRIORS OF VALUATION". Mas, por algum motivo, você e o Paul, após gravarem dois discos junto com a banda WV não acreditam muito no futuro da mesma... o guitarrista principal é muito certinho e o baixista gosta de escrever as letras!!!

 Reunem-se e o pau quebra: ambos decidem sair da banda, Paul muito doido e você chateado (que achou o segundo disco uma porcaria, mas esta é a sua opinião...), mas acreditando que fez um grande negócio... "a banda vai acabar logo" - diz Paul.

 Os outros 3 metaleiros compram as cotas de vocês neste momento de crise, discórdia, confusão, notícias ruins sobre o mercado de música global ("Heavy Metal está em decadência, coisa passageira..."). E nos 3 anos seguintes a banda WV simplesmente decola... até o novo vocalista contratado literalmente voa: é piloto de aviões comerciais!!! Um negócio que para você e o Paul não estava bom, mas para os demais era a oportunidade de crescer e ficarem livres de alguns sócios. Fiz apenas uma analogia, mas é assim "que a banda toca...". 



 
"Die With Your Boots On!!!"





 


segunda-feira, 8 de agosto de 2011

A Bolsa está DESPENCANDO!!!! Isso é bom ou ruim?

 "Sei que não é fácil a vida de investidor em renda variável: o sobe e desce dos preços das ações pode dar enjôo e vertigens aos que não estamos acostumados com a volatilidade. Ver uma ação cair 20%, 30%... quem disser que não se incomoda, mente. Por isso é que serve o velho ditado de "não se colocar os ovos todos no mesmo cesto", ou melhor dizendo, faça o "Asset Allocation" em seu portfólio. Jamais, nunca, nem pense em colocar todo o seu dinheiro apenas em ações - e todo ele em uma só empresa (PIOR AINDA!!!). Já fiz isso em PETR4 e até hoje peno por isso. É loucura (talvez burrice fosse a melhor palavra. BURRICE FINANCEIRA).
 Mas aí vai a pergunta: vale a pena ficar acompanhando a bolsa todos os dias? Bom, se você faz isso de forma tranquila, rápida e sem passar horas do seu dia ocupando seu precioso tempo vendo a tela do computador, igual cachorro em porta de açougue (vulgo "televisão de cachorro"), não vejo problema. Mas para quem faz isso de forma compulsiva, por horas a fio todos os dias, atrapalhando sua vida pessoal e até seu trabalho deve o mais rápido possível repensar no que está fazendo. A saúde pode começar a ficar em risco, e muito.

 Do lado financeiro, considerando que você é um investidor tranquilo e não um viciado em Bolsa de Valores: o que fazer? Comprar mais ações e fazer preço médio para baixo? Realizar prejuízo? A resposta aqui já não é tão simples. Isso depende:

1- Que ação você comprou?
2- A que preço comprou (comprou "topo"?).
3- A empresa está falindo?
4- Quando vai precisar deste dinheiro?

 A soma destas respostas pode ser um guia para cada um de nós, investidores.

 Se comprou um "MICO", uma ação de quinta linha, esqueça recuperar seu prejuízo. Surfaram a onda do lucro e você comprou o Mico, agora ele é seu e ninguém quer comprar de você pelo preço que pagou. Talvez, pode ser, um dia... este Mico pode subir ou voltar ao seu preço. Mas isso pode levar anos ou mesmo NUNCA acontecer. Até PETR4 que era chamada de "Blue Chip" está micada desde 2009!!! Isso graças ao ilustre e magnífico governo Petista (ou Petralhista) que em um só golpe deu uma pernada de 30% nos acionistas minoritários, aumentou sua participação na empresa em muito e NÃO COLOCOU UM CENTAVO de dinheiro seu na operação citada. Vai pagar com a "possível futura produção do Pré-Sal" - sabe Deus quando...

 Mas se você comprou ação de uma empresa bem administrada, que paga bons dividendos e que continua lucrativa, eis a chance de comprar ações com desconto. Nunca esqueça a máxima: "Seja covarde quando todos são corajosos e corajoso quando todos forem covardes".  

 Buffett tem uma frase a ele creditada que resume este espírito:  

"A volatilidade dos mercados é a maior aliada do verdadeiro investidor". 

Nas quedas é que surgem as reais oportunidades de se comprar boas empresas com bons preços; comprar uma ação sem uma margem de desconto em seu preço é correr risco certo. A empresa era boa há 6 meses atrás e continua do mesmo jeito, mas há 6 meses sua ação custava 30 reais e hoje custa 15 reais. Qual foi a melhor compra? Por 30 ou por 15 reais? 

 O preço nada tem a ver com o valor da empresa, exceto quando ele está descontado! Por isso, alguns estudiosos do assunto "investimento" recomendam as compras parceladas dos ativos para se evitar uma compra "cara", fazendo assim um preço médio. Mas fiquem atentos: as grandes quedas existem e é nestas horas que se deve ter coragem de comprar de forma mais agressiva as ações das empresas lucrativas, bem administradas e que paguem bons dividendos."


 Caros amigos: este post estava salvo como "rascunho" no meu Blog, eu o escrevi em 16/06/2011 mas não havia publicado ainda (não sei o motivo, sinceramente). Revendo os dados do IBOV, em 16/06/2011 o índice fechou em 60.880 pontos e hoje ele caiu 9,75% fechando negativo em -8,08%, nos 48.668 pontos... Nada é por acaso e eu já notava uma "nuvem negra" de notícias na ecomomia mundial - eram de domínio público. Mesmo assim, não vendi nada e sigo comprando na atual LIQUIDAÇÃO de BOAS EMPRESAS BRASILEIRAS. VALE5 com P/L abaixo de (absurdos) 5,0... dividendos indo nas alturas com as quedas dos preços das ações. Sempre pode piorar, lembrem-se disso. Mas, repito: hora de semear. Teremos a hora de colher, tenham paciência e façam boas escolhas.

 
"Refuse, Resist!!!"

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Ações que estão custando 7 vezes menos que seu Lucro Líquido

Matéria de hoje, da Exame.com. Leiam com carinho: 

 São Paulo – A queda da Bovespa nas últimas semanas tem assustado muitos investidores. Mas, segundo analistas e consultores financeiros, quem tem dinheiro, pode deixá-lo aplicado durante alguns anos, não se importa com eventuais quedas de curto prazo e só planeja colher os lucros proporcionais ao risco assumido no longo prazo não só deve continuar na bolsa como pode aproveitar para comprar mais ações a preços atrativos. Mas quais seriam os papéis mais baratos da bolsa neste momento? A verdade é que existem milhares de métodos para calcular o preço justo de uma ação. Abaixo, EXAME.com apresenta a lista de papéis que seriam considerados atraentes pelo método desenvolvido por Benjamin Graham, considerado o maior guru de Warren Buffett e também o pai da profissão de analista de investimentos.

 Morto há mais de 35 anos, Graham costumava defender uma fórmula bastante simples – mas comprovadamente bem-sucedida - de negociar ações que lhe permitiu fazer fortuna na bolsa. O analista apostava que comprar uma cesta de ações de empresas negociadas por um valor inferior a 7 vezes o lucro líquido registrado nos últimos 12 meses era uma excelente forma de ganhar dinheiro no longo prazo. Com a Bovespa sendo negociada a um múltiplo de preço/lucro atualmente próximo a 9, a lógica é que qualquer ação negociada abaixo de 7 teria um valor que pode ser considerado atrativo.

 EXAME.com consultou a base de dados da consultoria Economática e encontrou, somente dentro do universo de 61 ações do Ibovespa, 11 empresas que estão sendo negociadas por um valor equivalente a menos do que sete vezes o lucro anual:


 Outra forma de comprar ações baratas era, segundo Graham, escolher os papéis que estivessem cotados a cerca de dois terços do valor patrimonial e depois colocá-los à venda quando alcançassem um valor semelhante ao do patrimônio. Como o valor patrimonial indica qual seria o preço de uma empresa caso todos seus bens fossem vendidos pelo valor contábil, o racional por trás desse método é que os investidores estariam diante de uma chance de comprar ações de uma empresa com um desconto em relação ao que poderia ser considerado justo. Segundo a Economática, 13 empresas do Ibovespa atendem a esse quesito:


 Segundos especialistas em finanças ouvidos por EXAME, considerar múltiplos como o preço/lucro e o preço/valor patrimonial continuam até hoje a ser duas das formas mais usadas para medir se o valor de uma ação é alto, baixo ou justo. O fato de uma ação estar barata não significa que ela vai subir mais que as outras e nem mesmo que ela vai subir. A decisão de compra ou venda deve ser tomada com uma análise bem mais complexa, que envolve dezenas de outros indicadores.

 Segundo Andre Massaro, sócio da consultoria MoneyFit, o trabalho do analista de investimentos atualmente consiste em avaliar as condições da economia brasileira e mundial, as perspectivas de crescimento do setor em que uma empresa está inserida nos próximos anos e também os fundamentos da empresa em si (como o endividamento, a capacidade de geração de caixa, o tempo de maturação dos investimentos, o custo de capital, os contratos que estão sendo fechados, o impacto de eventuais mudanças de regras definidas pelo governo e muitos outros). “Um analista profissional conhece a fundo uma empresa, se relaciona com os executivos da companhia e se mantém muito bem informado sobre o que está acontecendo lá dentro”, afirma.

 O professor Ricardo Almeida, do Insper, concorda que a avaliação de múltiplos em que uma ação está sendo negociada é muito importante, mas usa as ações da Vale para exemplificar como o trabalho do analista é mais complexo. “A Vale está sendo negociada por um preço equivalente a 6 vezes o lucro neste ano, o que pode ser considerado uma oportunidade. Mas cabe ao investidor refletir se a ação pode subir mesmo com uma maior interferência do governo sobre a empresa, mesmo se a mineradora levar a cabo projetos siderúrgicos menos rentáveis e mesmo se os problemas da economia global levarem a uma desaceleração da China ou a uma queda dos preços do minério de ferro”, afirma.
 
 Um olhar técnico sobre os indicadores também pode ser imprescindível para o investidor obter a rentabilidade desejada. Andre Massaro afirma que o fato de uma ação estar sendo negociada por menos que seu valor patrimonial pode ser bom ou ruim. “Pode ser tanto uma ação barata quanto uma empresa prestes a quebrar”, afirma. Por esse motivo, na lista acima, EXAME.com considerou apenas as ações do Ibovespa, o principal índice da bolsa paulista e que costuma reunir empresas com boa liquidez e valor reconhecido no mercado.

 Ricardo Almeida, do Insper, faz outra ressalva importante que vale para o múltiplo preço/valor patrimonial. O indicador serve para avaliar empresas do setor industrial, mas não tem muita relevância na análise de negócios pré-operacionais ou de empresas de serviços. As ações da Cielo e da Redecard, por exemplo, estão entre as maiores altas do Ibovespa neste ano apesar de também terem o segundo e o terceiro maiores múltiplos de preço/valor patrimonial (18 e 13,4, respectivamente). “Essas empresas não precisam investir pesadamente em máquinas, imóveis ou equipamentos e, por isso, têm um valor patrimonial baixo. O preço delas reflete o capital humano, que não tem valor contábil”, afirma.

 Outro exemplo de preço/valor patrimonial que não quer dizer muito coisa é o da Petrobras, que está em 1. Após a oferta pública de ações em que captou quase 120 bilhões de reais no ano passado, a empresa inchou seu valor patrimonial. Boa parte do dinheiro captado foi usado na compra de direitos de exploração de 5 bilhões de barris de petróleo no pré-sal, numa operação que na época ficou conhecida como “cessão onerosa”. O problema é que ninguém sabe se realmente esse petróleo será retirado do fundo do mar e gerará ganhos futuros para o acionista. “Para fazer uma análise correta, eu acho que seria necessário subtrair isso do valor patrimonial”, afirma.

 O conselho que o professor dá ao investidor pessoa física é procurar o analista de sua corretora e perguntar se não há fatores importantes que possam ter deixado o preço de uma ação artificialmente interessante nas listas acima.

Gilberto Braga, professor do Ibmec, faz uma última ressalva. Por mais que os múltiplos de várias empresas brasileiras pareçam atrativos neste momento, se a bolsa continuar a ser prejudicada pelo alto endividamento dos Estados Unidos e da Europa, o investidor precisará ter bastante sangue frio para suportar eventuais desvalorizações ainda maiores no preço das ações. “O próprio ministro Guido Mantega já falou que o problema europeu e americano deve levar três anos para ser resolvido. Então não é uma boa ideia comprar ações agora se o investidor tiver um horizonte de lucro de curto prazo e não puder deixar o dinheiro aplicado por ao menos três anos.”


"Time To Buy and Hold"
 

Movimentação Financeira - Carteira HM AGOSTO/2011

1- Dia 02/08/11:
- Compra de 200 ELPL4 por 36,18 reais.
- Compra de 200 ETER3 por 8,93 reais.
- Compra de 308 cotas de FFCI11 por 1,67 reais.


2- Dia 03/08/2011:
- Compra de 100 ELPL4 por 35,76 reais.

3- Dia 04/08/2011:
- Compra de 100 ETER3 por 8,45 reais.


4- Dia 05/08/2011:
- Compra de 100 ELPL4 por 34,15 reais.
- Compra de 100 ETER3 por 8,30 reais.


5- Dia 08/08/2011:
- Compra de 100 BBAS3 por 22,77 reais.
- Compra de 100 CSNA3 por 13,55 reais.


6- Dia 10/08/2011:
- Compra de 100 ELPL4 por 33,15 reais
- Compra de 20 cotas de FEXC11B por 107,30 reais.


7- Dia 11/08/2011:
- Compra de 100 ELPL4 por 29,80 reais.
- Compra de 100 CSNA3 por 14,32 reais.


8- Dia 12/08/2011:
- Compra de 600 ELPL4 por 28,20 reais.


9- Dia 15/08/2011:
- Compra de 20 cotas de FEXC11B por 107,30 reais.
- Previdência Privada no HSBC, aporte de 1.594,48 reais.


10- Dia 16/08/2011:
- Compra de 692 cotas de FFCI11 por 1,67 reais.

11- Dia 19/08/2011:
- Venda de 1.600 opções CIELJ42 por 0,59 reais.

12- Dia 24/08/2011:
- Compra de 10 cotas de FEXC11B por 107,00 reais.


13- Dia 31/08/2011:
- Compra de 400 ELPL4 por 28,22 reais.
- Compra de 100 ETER3 por 8,60 reais.
- Compra de 100 VALE5 por 40,55 reais (novata na Carteira HM).

Atual saldo de Compras/Vendas/Aportes:

COMPRAS:  2.787,00 (CSNA3) + 4.321,00,00 (ETER3) + 45.750,00 (ELPL4) + 1.670,00 (FFCI11) + 5.362,00 (FEXC11B) + 4.055,00 (VALE5) = 63.945,00 reais.

VENDAS: 944,00 reais.

APORTES:  1.594,48 reais na Previdência Privada.

TOTAL: 65.539,48 reais de aportes feitos em Agosto de 2011. Recebidos 8.840,63 reais de proventos dos FII, PETR4, BBAS3, ETER3, dos empréstimos e da venda de opções de CIEL3. Coloquei, então, 56.698,85 reais de dinheiro novo na Carteira HM. Bolsa atrativa no momento, mas sempre pode cair mais. Bolsa derretendo e como postei meses atrás, poderemos voltar aos patamares de 2008 (PETR4 e CSNA3 já estão lá). Porém, nossas empresas mostrando bons lucros e temos a CSNA3 com o confortável caixa de mais de 11 BILHÕES  de reais para fazer o que bem entender com ele. Dá um gosto amargo na boca ver o monitor vermelho e a carteira sendo trucidada, só quem é doido não acha isso ruim. Mas o que não pode ser negado é que boas oportunidades de compras para médio e longo prazo estão surgindo agora, basta procurar.


 Existe a hora de semear e a hora de colher. Se você achava uma empresa boa nos 30,00 reais, agora que ela custa 15,00 reais ela ficou ruim? NÃO, ficou mais barata!!! Se a empresa continua lucrativa e bem administrada, COMPRE. Usiminas virando pó e a CSN comprando as ações dela no mercado de forma agressiva. Seriam loucos? Não acredito nisso. 


 Talvez voltemos aos 30 mil pontos ou aos 40 mil pontos e eu verei minha carteira encolher como gelo derretendo. Mas tracei uma meta, tenho uma estratégia e seguirei a mesma. Se errei ou acertei, o tempo dirá. Só não ficarei parado como fiquei em 2008, vendo empresas de primeira linha serem vendidas a preço de BANANA e eu estava com medo de comprar. Hora de semear.


"Time To Seed Is Now, Time To Harvest Will Come"



terça-feira, 2 de agosto de 2011

Lucro Líquido da CSN cresce 29% no segundo trimestre de 2011

CSN caindo na Bolsa... e seus lucros bombando em 2011!!!

 A CSN (CSNA3) divulgou seus resultados referentes ao segundo trimestre, mostrando um lucro líquido consolidado de R$ 1,1 bilhão no período, 29% superior ao registrado no período análogo no ano anterior. Além disso, a companhia mostrou receitalíquida de R$ 4,3 bilhões no período, 12% superior ao registrado ano passado e um recorde para o período.
 Com isso, a empresa  demonstra receita líquida de R$ 8,1 bilhões no primeiro semestre, 15% acima do que foi registrado ano passado e também recorde, sendo R$ 2,7 bilhões com o segmento de mineração da companhia - que apresentou forte crescimento de 110% frente à primeira metade do ano anterior.
 A companhia ressaltou que o Ebitda (geração operacional de caixa) ajustado da companhia atingiu R$ 1,8 bilhão - queda de 1% frente ao mesmo período do ano anterior, fruto de uma queda de 5 pontos percentuais da margem Ebitda (relação percentual entre o Ebitda e a receita líquida) ajustada, que alcançou 41% no período. 
 A CSN também ressaltou que os produtos siderúrgicos vendidos no mercado interno - onde as margens são mais elevadas - representou 86% das vendas totais, colaborando para o bom resultado.
Confira os resultados da CSN no trimestre:






  O mercado está batendo na CSN sem piedade (na ação). Já a empresa, cagando e andando literalmente para o Sr. Mercado. Uma hora, a roda gira para o lado contrário. Eu tenho tempo e paciência para esperar o ciclo de alta.




LINK:http://www.infomoney.com.br/csn/noticia/2172576 lucro+liquido+csn+cresce+segundo+trimestre+atinge+bilhao





Valor Atual da Carteira HEAVY METAL - Julho de 2011 (D.C.)

Descrição dos valores dos ativos da Carteira HM na presente data, 01/08/2011:

1- Ações: 788.995,00 reais.

2- Fundos Imobiliários: 282.557,80 reais.

3- Previdência Privada: 226.098,88 reais.

4- Empréstimos: 220.000,00 reais.

TOTAL: 1.517.651,68 reais


 *Proventos recebidos: 2.185,76 (FII) + 2.700,00 (empréstimos) + 976,00 (venda coberta de opções CIELH44) = 5.861,76 reais. Já reapliquei todo este valor em novas compras para a Carteira HM.

- Fevereiro de 2011: Carteira HM estava em 1.159.000,00 reais.
- Março de 2011: Carteira HM estava em 1.244.801,00 reais.
- Abril de 2011: Carteira HM estava em 1.340.805,17 reais
- Maio de 2011: Carteira HM estava em 1.386.750,81 reais
- Junho de 2011: Carteira HM estava em 1.497.167,23 reais.
- Julho de 2011: Carteira HM está em 1.517.651,68 reais.

Os aportes vieram de três fontes:

A- 4.885,76 reais (Juros + JCP + Dividendos supracitados).
B- 976,00 reais (venda coberta de opções).
C- 9.804,22 reais (dinheiro novo).
TOTAL: 15.665,98 reais.

 Na atual data (01/07/2011), temos uma Valorização Bruta de 20.484,48 reais para Julho de 2011.  Os aportes efetuados em  Julho foram de 15.665,98 reais, o que dá uma Valorizacão Líquida  de 4.818,50 reais (em percentuais são 0,32%).

 A Carteira HEAVY METAL desde Fevereiro de 2011 teve uma Valorização Bruta  de 358.651,68 reais (claramente devida aos altos aportes do que por valorização da mesma). O valor somado dos aportes feitos nestes 5 meses, incluindo Proventos (64.094,09 reais) e Dinheiro Novo (220.716,57 em compra de ações / FII + 100.000,00 em renda fixa, um total de 320.716,57 reais), foi de 384.810,66 reais. Subtraindo este valor da V.B. da carteira, teremos 26.158,98 reais de Desvalorização da carteira até a presente data (um percentual de 1,69%). 


 Postei hoje de madrugada erroneamente a valorização da Carteira HM (sono e pressa juntos, são uma merda...), onde eu esqueci o aporte de 100.000,00 reais na renda fixa (empréstimo) feito em Junho/2011. Sendo assim, o valor anteriormente calculado de 6,37% de Valorização Líquida que eu havia calculado estava errado, pois somando 1.159.000,00 reais (Fevereiro/2011, início dos cálculos) com 384.810,66 reais (todos os aportes feitos) eu deveria ter o valor de 1.543.810,66 reais em carteira - mas tenho 26.158,98 reais a menos.


 Para um ano de IBOV negativo, não posso reclamar tanto. Lembro que ainda estou num prejuízo de mais de 140.000,00 mil reais em PETR4, anterior ao mês de Fevereiro de 2011. Não incluo os proventos recebidos como Valorização (sei que muita gente faz isso), mas apenas a subida do valor dos ativos em carteira. 

 CSNA3 também sofreu uma boa queda em Julho e aproveitei para continuar aumentando minha posição na mesma. PETR4 aparentemente querendo voltar aos 25,00 reais (só Deus sabe!!!).

 Os FII deram um rendimento líquido de 0,91%, alta de 0,13 pontos % em relação ao mês anterior.

 Retornei a vender Opções mês passado, mas desta vez em CIEL3. Descobri que a corretora XP dá liquidez para opções das grandes empresas (entre elas BBAS3, ELPL4, CIEL3). Pretendo vender opções também em BBAS3, mas estou esperando uma alta do ativo em relação a seu P.M. atual (+- 27,00 reais).


Peço sinceras desculpas aos leitores do Blog pelo meu erro de cálculo supracitado, não foi intencional.

 Segue a "Pizza da Mama" com as porcentagens das ações e FII da Carteira HM:







"Don`t Care About The Market, Care About Keep on Rocking!!!"